A Urgência

Estudando o capítulo primeiro do livro dos Atos dos Apóstolos, encontramos Jesus no Monte das Oliveiras,  dando suas últimas instruções aos discípulos.

Podemos imaginar, lendo o versículo 6, que Jesus se ausentara por alguns momentos da presença deles, quando, aproveitando o intervalo, começaram a especular sobre o futuro de cada um, agora que Jesus ressuscitara. Regressando Jesus e retomando a conversa interrompida, é recebido com a seguinte pergunta: "Senhor, restaurarás tu neste tempo o reino a Israel?" A despeito de tudo quanto lhes tinha sido ensinado, os discípulos continuavam mais interessados em coisas passageiras do que nas eternas. Jesus, em tom de admoestação, mais uma vez os exorta para a necessidade de mudarem o foco de suas preocupações: "Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder. Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra (vs. 7,8). Dito isto, Jesus começa a subir de regresso ao céu, e quando uma nuvem o oculta das vistas deles, dois varões vestidos de branco lhes aparecem, como para confortá-los, dizendo-lhes que Ele voltaria do mesmo modo como eles o haviam visto subir.

Pode-se perceber claramente que, conhecendo a iminência da partida, Jesus descartara a conversa sobre "tempos e estações" e lhes aponta o que de fato lhes interessaria dali por diante: entregar-se, sem reservas, à suprema tarefa de testemunhar dele às partes mais longínquas da terra. É como se os dois varões lhes tivessem transmitido o fecho da conversa, subitamente interrompida pela ascensão: Ele voltará quando vocês tiverem cumprido a tarefa de testemunhar dele a todas as gentes. Os varões de branco tão somente reafirmaram aos discípulos o que lhes fora dito pouco antes da crucificação, no sermão profético, quando lhe perguntaram detalhes sobre o fim. "E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim."  (Mt 24.14).

Na assembléia de Jerusalém Pedro volta ao assunto, relembrando-lhes o texto de Amós 9.11,12: "Depois disto voltarei, e reedificarei o tabernáculo de Davi, que está caído, levantá-lo-ei das ruínas e tornarei a edificá-lo, para que o resto dos homens busque ao Senhor, e todos os gentios, sobre os quais o meu nome é invocado, diz o Senhor que faz todas estas coisas." (At 15.16,17).

É sumamente importante que a Igreja compreenda a urgência de levar este evangelho aos confins da terra. Bem sabemos que a volta de Jesus está próxima e por isto mesmo não devemos desfalecer, pois é mister que nos encontre completamente engajados no cumprimento da grande comissão: "Ser-me-eis testemunhas..."

Pr. Paulo Ferreira
Vice-Diretor MEG

The Betst bookmaker bet365 Review
How to register at bookamkersHere